Extruplás

15/04/2019

Com a minha turma do 6o ano fomos a uma visita de estudo à Extruplás no Seixal, juntamente
com o 8o ano, no dia 19 de março 2019. Era uma fábrica de reciclagem de plástico. Na visita de estudo aprendemos muitas coisas, por exemplo: a não deitar o plástico no lixo errado porque, se o fizermos, vamos estar a poluir e assim não vamos estar a ajudar a natureza e não vamos poder reutilizá-lo para fazer mesas, carteiras escolares, cadeiras de plástico, chapéus de sol....etc. Coisas que usamos no dia-a-dia! Este material à base de plástico é muito mais resistente ao sol e à chuva do que os objetos tradicionais de madeira.
 
Aprendemos o processo: o plástico chega à empresa de reciclagem Extruplás em “fardos” – nome dado às embalagens prensadas – e, no meio de toneladas, ainda é possível distinguir algumas embalagens de produtos alimentares: um boião de maionese ou o nosso pacote de leite, por exemplo. Ao entrarem para a linha de reciclagem, os objetos são selecionados num processo de triagem que tem como principal objetivo encontrar possíveis intrusos – os “contaminantes”. No material que recebem, apesar de já estar triado, por vezes ainda pode haver alguns contaminantes, nomeadamente madeira e papel.
 
Depois deste processo de separação, o plástico é triturado para entrar nas máquinas de extrusão, onde “é derretido e injetado para dentro de um molde que tem a forma da peça” a ser produzida. Pelo armazém onde decorre o processo vêem-se os vários barrotes e perfis já feitos à espera da transformação final – fase em que o plástico irá assumir a forma de um novo objeto.
Entretanto, um estrondo chama a atenção: a máquina acabou de produzir um novo perfil e um funcionário dirige-se ao aparelho para o retirar e colocar junto dos outros. Depois do material ser posto no molde que está inserido numa rotativa, a máquina gira de forma a que o produto possa ficar debaixo de água, onde é arrefecido até solidificar. Por último, com um jato de ar, o material é libertado do molde e está pronto para ser transformado. Do outro lado da sala, as serras elétricas e as perfuradoras vão marcando o passo. É a vez de cortar e montar o material à medida. Enquanto um trabalhador monta um banco de jardim preto, outro mede e corta o barrote de plástico. O que eu mais gostei nesta visita de Estudo foi apreender o processo da reciclagem!
Aluna do 6º ano
 
Durante esta visita de estudo aprendi muito, não só sobre a maneira como o plástico é reciclado pela Extruplás. O plástico que chega à Extruplás passa por várias fases de tratamento até se encontrar na forma que estou tão habituada a ver, não só na escola mas por todo o lado. Eu estava à espera que o processo fosse muito mais complicado, mas pareceu ser relativamente direto.
Aluna do 8º ano

O

ur purpose is to create a happy, secure and stimulating learning environment within which all members of our community can achieve their full potential and develop a commitment to lifelong learning.

Our purpose is to create a happy, secure and stimulating learning environment within which all members of our community can achieve their full potential and develop a commitment to lifelong learning.